.

..

segunda-feira, maio 09, 2005

 

Sobre o visível

É muito natural que se questione a realidade visível. A meu ver, é a mais questionável. Porque se olhar para o sol, vejo que ele anda à volta da terra. E as estrelas no céu, algumas já não existem mas continuamos a vê-las. Este exemplo é especialmente bom para explicar o último post. Só vemos estrelas que já não existem porque elas estão a muitos anos-luz de distância, o que significa que a luz que elas emitem só chega aos nossos olhos muitos anos depois de ter sido emitida. Ou seja, se uma estrela a 10 anos-luz de distância explodisse, nós só veríamos essa explosão 10 anos depois, quando a luz chegasse aos nossos olhos.
Quando digo que os olhos só vêm luz e que não vemos nada do mundo, estou a ser muito real, não é um devaneio poético. Quando está escuro não vemos nada, mas as coisas existem. Na verdade, não vemos directamente as coisas mas a luz que elas reflectem.
E a cor, também não é uma propriedade exclusiva das coisas. Uma laranja é cor-de-laranja porque a luz que incide nela contém a cor laranja (a luz branca, solar, contém todas as cores), que pode ser reflectida (pela laranja) até aos nossos olhos. Se fizermos incidir luz azul, a laranja teria uma cor escura, senão preta.
Questionar a realidade visível não é realmente nada inatural, nada rebuscado.

Comentários:
2 anos de quimica no 12º
 
Bela reflexão. Também eu já dediquei algum tempo a pensar sobre este assunto.
 
Aqui fica uma frase de um grande escritor:"o essencial é invisívela aos olhos... só se vê bem com o coração."

bjx
 
A química, a química... Só falta comentares como os Nesquick se parece com electrões em diferentes órbitas energéticas.
 
devaneio poético (sorriso), por acaso era isso de que estava a espera.. hmmm, tornei-me demasiado previsivel? anyways, tens razão quanto á luz e quanto á escuridão, mas continuo a querer saber (se não for pedir muito) porque o questionas.. "a rose by any other name would smell as sweet" é algo assim a tua questão?
 
quantas vezes me senti absurdo a explicar a algumas pessoas que muitas das estrelas que olhamos já não existem.ninguem acreditava em mim...
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

Arquivos

Junho 2004   Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004   Novembro 2004   Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Março 2005   Abril 2005   Maio 2005   Junho 2005   Julho 2005   Agosto 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Fevereiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Agosto 2007   Dezembro 2007   Janeiro 2008   Fevereiro 2008   Março 2008   Abril 2008   Junho 2008   Julho 2008   Agosto 2008   Janeiro 2009   Janeiro 2012  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]