.

..

quinta-feira, outubro 19, 2006

 

- Jill, de todos os disparates que fazem girar este mundo, o conceito de «altruísmo» é o pior. As pessoas fazem aquilo que quere, sempre. Se lhes custa fazer uma escolha, se a escolha parece um «sacrifício», podes ter a certeza de que isso não é mais nobre que o desconforto causado pela ganância... a necessidade de decidir entre duas coisas que se querem e que se não podem possuir ao mesmo tempo. O indivíduo vulgar sofre sempre que escolhe entre gastar um dólar em cerveja ou levá-lo para os seus filhos, entre levantar-se de manhã para ir trabalhar e perder o emprego. Mas escolhe sempre aquilo que o magoa menos ou que lhe agrada mais. O malandro e o santo fazem as mesmas escolhas numa escala maior.

Do livro Um Estranho Numa Terra Estranha
de Robert Heinlein

quarta-feira, outubro 18, 2006

 

É altura de admitirmos que somos manipuláveis, influenciáveis, e que os media têm uma influência fantástica sobre nós.
Por exemplo, quando vejo aquele anúncio do "Mudasti", dá-me vontade de partir a televisão.
Na cara de alguém.

domingo, outubro 15, 2006

 

Careful what you wish for...

... lest it come true.


Queres ser observado. Queres estar na mira do olho público, ser desejado, ser admirado.
Queres ser conhecido, queres que olhem para ti, queres sentir-te observado.
Crias o teu Hi5, uploadas as tuas fotografias, dispões-te ao olhar apreciativo de toda a sociedade como carne fresca exposta num talho (e não é um talho que o Hi5 é?).
Queres ser público.
Eventualmente, o teu desejo torna-se realidade. E acontece isto, ou isto.
As atitudes dos autores indiscutivelmente masculinos destes projectos é, claro, questionável e censurável. Porém, nos dias de hoje, por mais que tentemos censurar estes ditos autores, há algo em nós que nos impede de os culpabilizar totalmente. São gestos criticáveis, essencialmente porque não é bonito expor/denegrir/manipular a imagem dos outros - mas é verdade que cada vez mais, esses "outros" estão a pedí-las.
Se não gostam que publiquem fotografias vossas com descrições perturbantes, então não tornem as fotos públicas. Se não querem que o acesso à vossa cara seja gratuito, então não tornem a vossa cara acessível.
Repito: não sou a favor do que estes rapazes decidiram começar. Mas não posso culpá-los sem primeiro censurar quem se expõe tão gratuitamente de modo a permitir isto. O Hi5 e outros sites de profiles não têm qualquer protecção eficaz contra o uso indiscriminado das fotos dos utilizadores (existe algum, aliás?). Ao colocarmos uma fotografia online através destes serviços, arriscamo-nos a aparecer num site qualquer a fazer um broche a um cavalo. E não tenho pena destas vítimas. As pessoas são assim, mal intencionadas e muito pouco conscientes - sempre foram assim, e quem nunca considerou esta hipótese, vive certamente sedado.
Enfim, é um downside, que tanto existe aqui como em tudo no mundo. Querem atenção, admiração, fama, e secretamente até querem um ou dois rabarbados a masturbar-se enquanto olha para aquela foto em que apertam as mamas na piscina... e se realmente querem isso... preparem-se para o outro lado da auto-publicidade, e não se queixem. Essencialmente, não se queixem.

segunda-feira, outubro 09, 2006

 

Orkut

Você está conectado a 29.509.113 pessoas através de 17 amigos.

Então porque me sinto tão isolado?

Arquivos

Junho 2004   Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004   Novembro 2004   Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Março 2005   Abril 2005   Maio 2005   Junho 2005   Julho 2005   Agosto 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Fevereiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Agosto 2007   Dezembro 2007   Janeiro 2008   Fevereiro 2008   Março 2008   Abril 2008   Junho 2008   Julho 2008   Agosto 2008   Janeiro 2009   Janeiro 2012  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]