.

..

quarta-feira, novembro 17, 2004

 

O Dinheiro Ou A Vida - Uma peça portuguesa (sim porque agora está na moda a fórmula "TÍTULO - Um(a) SUBSTANTIVO Português(a)"

Todos os dias, depois de 51 minutos de comboio mais 6 ou 7 de metro, atravesso a zona de Benfica, em Lisboa, completamente alerta. Os assaltos são fenómenos frequentes naquela zona. Ao fim do dia, no anoitecer recente, redobro a atenção: regulares rotações de 360 graus para manter um controle sempre actualizado do movimento à minha volta.
Hoje, um dia normal, fiz o mesmo percurso, a mesma atenção e a mesma tensão. Atravessei o bairro sem problemas, 7 minutos de metro, 51 minutos de comboio, e chego a casa para reparar que me roubaram a roupa do estendal.
Sim, porque não basta estar todos os dias exposto numa zona onde há assaltos todas as semanas, à porta da escola se for preciso (e digo isto porque aconteceu). Não, tem de haver uns seres humanos merdosos que me venham roubar a roupa do meu estendal! E não vou ver o telejornal, porque já sei que alguém foi assassinado.

Agora imaginemos que vou ali à loja de animais e compro um gato ou um cão ou um koala. E depois chego a casa e espanco-o. Melhor: faço-o na rua à frente de toda a gente. Atiro com o animal contra um poste vezes sem conta e depois atropelo-o. E ninguém me impede porque um animal não constitui personalidade jurídica e, aos olhos da lei, enquanto o animal for legitimamente meu, não estou a cometer qualquer crime. Um cão que nunca me roubou 3 pares de jeans e duas sweatshrits do estendal. Ou um gato que nunca me tenha apontado uma faca para me ficar com o telemóvel e uns trocos.

Bom, mas ao mesmo tempo que eu me lamento mais pelo estado do mundo que pela roupa, a minha irmã mais velha, que vive na Alemanha, está a trabalhar enquanto o carteiro lhe leva uma encomenda grande demais para caber no rectângulo por onde as cartas entram. Dado isto, o carteiro deixa-a à porta do prédio. Exactamente, à porta do prédio onde toda a gente passa, à porta do prédio que é o mesmo que dizer no meio da rua. Algum tempo depois, a minha irmã sai do trabalho e vai jantar com uns amigos. Aproveita para ir sair com eles e quando já é noite avançada, decide passar a noite em casa de uma amiga, onde acaba por passar dois dias. No fim desses dois dias, volta a casa e, à porta do prédio, no meio da rua onde toda a gente passa, está uma embalagem que não coube na caixa do correio. Uma encomenda intocada. Até tem pó. E isso não é tudo: olha para o lado e repara que deixou a bicicleta nova em folha sem cadeado durante aqueles dois dias. (Mais uma vez, factos verídicos). Enquanto isto acontece, aqui em Portugal roubam-me a roupa da corda.

Caralho pá!

Depois perguntam-me porque é que não pus a bandeirinha nas semanas do Euro 2004. Sim, força Portugal! Rouba aí uns nokias topo de gama aos espanhóis! E uns rins às crianças inglesas, também!

Caralho² pá!

Comentários:
Parabéns pelo teu blog, zoe! (Mas olha lá o título, meio escondido nas cores)

Não conheço Lisboa a esse nível. Gosto muito de Lisboa. Oxalá tu estejas a exagerar!

:)
 
acho terrível... roubar roupa do estendal!! muda-te de Lisboa, deixa essa cidade de caca :)
 
Bem, admito que seja assim. Também há a lei das séries.
Moro em Benfica. Toda a vida cá morei, salvo para aí metade da mesma! ;-) Nunca fui assaltado aqui. Fui noutros pontos do globo e do país. Benfica até que nem é dos piores sítios. Mas concordo, um embrulho à porta de um prédio, aqui, dura aproximadamente 2,7 milissegundos... e isto se o pessoal andar distraído!
 
1. Tal como outros antes, gostei do layout do blog com o tal pequeno reparo aos contrastes de cores.
2. Compreendo perfeitamente a tua revolta! O nrº de assaltos, um pouco por toda a cidade, aumentou de tal forma que proponho 1 grupo de vigilantes para fazer uma espera a TODOS os elementos do governo. A culpa é deles garantidamente!
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

Arquivos

Junho 2004   Julho 2004   Agosto 2004   Setembro 2004   Outubro 2004   Novembro 2004   Dezembro 2004   Janeiro 2005   Fevereiro 2005   Março 2005   Abril 2005   Maio 2005   Junho 2005   Julho 2005   Agosto 2005   Setembro 2005   Outubro 2005   Novembro 2005   Dezembro 2005   Janeiro 2006   Fevereiro 2006   Março 2006   Abril 2006   Maio 2006   Junho 2006   Julho 2006   Agosto 2006   Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Agosto 2007   Dezembro 2007   Janeiro 2008   Fevereiro 2008   Março 2008   Abril 2008   Junho 2008   Julho 2008   Agosto 2008   Janeiro 2009   Janeiro 2012  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]